TeamSpeak + Linux + Urban Terror

O TeamSpeak é um software VoIP muito útil para comunicação entre grupos, é muito usado para conversações entre times/clans em jogos on-line.
Meu objetivo era utilizá-lo em jogos com meu clan de Urban Terror.
No Linux, tive problemas para utilizá-lo em conjunto com o jogo, pois ele usa OSS, e não misturava o som dele com o som do jogo (ou de outros aplicativos que usam a placa de som).

Usando o arts, cheguei a uma solução intermediária, conseguia pelo menos ouvir o som do TeamSpeak (TS) durante o jogo, iniciando-o via artsdsp, porém o microfone não funcionava.

A gambiarra que resolveu por enquanto foi o aoss, que permite aplicações legadas usarem OSS através do ALSA.
Fiz assim:

  • Instalação do pacote (Fedora):
  • yum install aoss

  • Modifiquei o script original do TS para usar o aoss:
  • [user@host dir] cat /opt/TeamSpeak2RC2/TeamSpeakalsa
    #!/bin/bash
    export LD_LIBRARY_PATH=/opt/TeamSpeak2RC2:$LD_LIBRARY_PATH
    aoss /opt/TeamSpeak2RC2/TeamSpeak.bin $*

  • Inicio o TS pelo comando:
  • /opt/TeamSpeak2RC2/TeamSpeakalsa

  • Nas configurações do TS, coloquei para usar “push to talk”, e mapeei a tecla de ativação para o CAPS LOCK. Sem fazer isso, e deixando ele pra ativar a transmissão de voz pelo nível de som do microfone, não funcionou direito: não importam as regulagens de volume tanto do sistema quanto do TS, fica sempre ativado. Anteriormente tinha tentado mapear a tecla de ativação para o End (que fica entre o teclado normal e o teclado numérico), mas não funcionava durante o jogo.