engraçado…

Tem umas coisas que se for parar pra pensar…

nat on $ext_if from $internal_net to ! $internal_net -> ($ext_if)

hmmm, um sinal de ->, bem intuitivo.

altq on vr0 hfsc bandwidth 128Kb queue  { dflt_out1, local1 }
queue dflt_out1 bandwidth 5% hfsc(default)
queue local1 bandwidth 95%

Show de bola, às vezes usa {}, às vezes (), bem conciso.
E pra ficar power mesmo, um natd rodando em user space. Um natd para cada interface na qual se queira fazer NAT.

Voltando agora ao título do post, uma coisa que eu acho engraçada é que mais de uma vez na lista vi gente expressando que a sintaxe do iptables é bizarra, ou exótica (em oposição ao que se usa no FreeBSD).

Sei lá, eu procuro ser mente aberta, comecei a usar BSD por ouvir falar bem, principalmente para a parte de rede. Não me arrependo de ter começado a usá-lo em algumas aplicações, isso só aumentou meu conhecimento. Mas não posso concordar sobre a afirmações sobre a sintaxe dele quando comparadas com os trechos que citei.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: